Reduzir, Reutilizar, Reciclar e o Consumo Consciente. O que são e como podemos incorporar esses conceitos no nosso dia a dia?

Tempo de leitura: 8 min

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Conhecido como os 3Rs da Sustentabilidade, Reduzir, Reutilizar e Reciclar o modelo se tornou o primeiro mantra na busca por um consumo mais consciente e que cause menos impacto no meio ambiente.

Com a prática dos 3Rs, modifica-se o modelo atual de consumo da sociedade, evitando o desperdício. Portanto, é fundamental entender estes conceitos e quais suas diferenças. Atualmente já existem modelos com 4Rs, 5Rs até 8Rs, mas inicialmente ficaremos com esses 3 primeiros.

Reduzir

Precisamos diminuir a geração de resíduos reduzindo o consumo e o desperdício, ou seja,  precisamos repensar a forma como consumimos bens materiais, fazendo de forma mais consciente.

Para reduzir o nosso consumo, precisamos consumir apenas o que precisamos. Para isso, devemos: 

  • Evitar o desperdício de alimentos;
  • Optar por produtos de maior durabilidade;
  • Evitar descartáveis;
  • Consumir menos embalagens, dando prioridade a produtos com refil;

Reduzir  também diz respeito ao uso racional de energia.  O consumo consciente provoca a diminuição da produção supérflua, gerando economia de energia.  Outra estratégia é optar por aparelhos e equipamentos com maior eficiência energética. Atualmente, todos os novos eletrodomésticos possuem etiquetas que indicam a eficácia energéticas dos aparelhos em relação a quantidade de energia que consomem. Segundo o Inmetro, usar um ar-condicionado com da categoria A, pode gerar uma economia de R$180,00 por ano e lâmpadas mais eficientes de $200,00.  Apesar de parecer pouco, quando somados todos os eletroeletrônicos de uma residência a economia passa a ser considerável. Assim, essas ações não só diminuem o uso de recursos ambientais, como também resultam em economias para o bolso do consumidor. Essa é a etiqueta que pode ser encontrada nos eletrodomésticos e que possuem informações sobre a eficiência dos aparelhos:

Etiqueta de consumo energético pode ser encontrada em todos os aparelhos eletroeletrônicos e sinalizam a eficiência energética dos aparelhos
Etiqueta de consumo energético de eletrodomésticos.

Reutilizar

Qual é o momento que um produto realmente se torna lixo? Na grande maioria das vezes nos desfazemos de roupas, sapatos, produtos eletrônicos, livros ou brinquedos porque acreditamos que eles não tem mais utilidade. Porém, vários destes materiais podem ser reutilizados.

Hoje, já é possível fazer vários artigos de decoração com garrafas de vidro, madeira de demolição, além de novas peças de roupas customizando as antigas. Além disso, doações são sempre bem vindas às bibliotecas de bairro e S.O.S de brinquedos, que reformam e doam para crianças carentes.

Ações ainda mais simples como aproveitar a água da máquina de lavar roupas para lavar o quintal e utilizar pilhas e baterias recarregáveis são também formas de colaborar com o reuso de materiais.

Antes de descartar o material como resíduo, deve-se sempre refletir sobre a possibilidade de estender a vida útil do mesmo, valorizando a reutilização.

Ter este controle confere uma consistência enorme ao atendimento. Clientes que prezam por tempo, ao serem atendidos de forma regular, precisa e eficaz, passarão a ter confiança e satisfação ideais para com seus fornecedores.

Reciclar

A reciclagem é um processo de transformação física ou química de um material que permite um novo produto. Isso faz com que o resíduo tenha uma destinação correta e útil, sendo reinserido novamente no ciclo econômico.

Além disso, os processos de reciclagem costumam demandar menos água e energia para produção do material, quando comparados à produção utilizando matéria-prima virgem.  Evita-se também a poluição do ar, água e solo resultantes da destinação incorreta.

Diversos materiais são passíveis de serem reciclados. Por exemplo:

  • Pets podem virar produtos têxteis;
  • Resinas podem virar base de tintas e produtos relacionados com construção civil e embalagens;
  • Latas de alumínio geram novas latas;
  • Pneus podem virar asfalto;

Tudo isso diminui muito a extração de nova matéria-prima, além de diminuir a quantidade de resíduos que vai para aterros. A reciclagem porém, é inviabilizada quando ocorre a contaminação do material por outros tipos de resíduos. Por isso, a segregação dos resíduos  e a coleta seletiva se tornam tão importantes.

Consumo Consciente

Todos esses conceitos não só podem, como devem ser praticados no nosso cotidiano. Por serem complementares, cada um atende a uma etapa do ciclo de consumo,  tornando-o sustentável. Hoje somos convidados a consumir o tempo todo:

  • A indústria da moda lança novas coleções a cada estação, isso é de três em três meses. Mas será que precisamos comprar uma certa quantidade de roupas quatro vezes por ano? 
  • As empresas de tecnologia lançam um novo aparelho celular a cada ano. Mas será que precisamos mesmo trocá-los a cada lançamento?
  • Ahh e os descartáveis, como não amá-los? Sem dúvida eles são muito práticos, principalmente em uma rotina apertada. O problema é que utilizamos por no máximo 20 min e eles demoram centenas de anos para se decompor. Garrafinhas, canudinhos, copinhos, pratinhos, garfinhos, faquinhas… Agora, até os supermercados já entregam frutas e legumes descascadas e cortadas em recipientes descartáveis. Quanto de plástico e isopor você produz durante uma semana consumindo alimentos dessa forma? Realmente eles são muito práticos para o consumo, mas qual o impacto que você gera?

Precisamos repensar o nosso consumo e em como fazer a destinação correta desses resíduos. E você? Como você faz o desapego das suas peças de roupa? Joga no lixo? Vende para Brechós? Doa para outras pessoas? E os eletrônicos que você não utiliza mais? Qual a destinação que você dá à eles? Compartilhe nos comentários!

Conclusão

Ao entender como funciona a cadeia de consumo, da compra à destinação do lixo, podemos nos questionar que, caso a reciclagem seja cumprida, a nossa necessidade de realizar um consumo consciente possa diminuir, uma vez que sabemos que existe um aproveitamento cíclico dos materiais, diminuindo a necessidade de que novos materiais sejam retirados da natureza.

Porém, precisamos entender que além do acelerado crescimento da população, nem 100% dos nossos resíduos podem ser reciclados. Isso  faz com que o consumo consciente necessite estar presente o tempo todo e de forma crítica, consistindo em um novo estilo de vida.

Já podemos encontrar inúmeras ações e pessoas que estão preocupadas, fazendo sua parte no dia-a-dia. Ao depararmos com uso indiscriminado de descartáveis e materiais desnecessários devemos, como consumidores, repudiar e fiscalizar ações incorretas dos produtores.

A banana é uma fruta que já tem uma casca natural e não necessita de embalagem plástica
A banana é uma fruta que já tem uma casca natural, não necessita de embalagem plástica.

Para a maioria dos alimentos a natureza já criou a embalagem perfeita. Faça a sua parte e não consuma o que estiver com excesso de embalagens e comece a observar como você consome.

Com pequenas mudanças, podemos conseguir grandes mudanças. Compartilhe nos comentários: O que você tem visto de falta de consciência ambiental?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
  • (31) 3166-5936
  • contato@residuall.org
  • Rua Brasilândia, 156, Bairro Serrano, Belo Horizonte - MG

© 2013-2019 Residuall. Todos os direitos reservados.